agências matrimoniais, traição, sites de encontros, classificados para solteiros - testamos para vocês
Logo: Teste sites de encontros, agências matrimoniais, anúncios para solteiros, anúncio erótico

Teste: Sites de encontros, agência matrimonial, anúncios eróticos, pulada de cerca

Novidades e testes de encontros 2014 - Natal se torna bom negócio para site de relacionamentos

Home   |   Conselhos para solteiros   |   Novidades   |   Imprensa   |   Contato

  Novidades do mundo online dating e sites de encontros no Brasil

26 de Dezembro 2014

 

Natal se torna bom negócio para site de relacionamentos

 

 Bogotá - Para muita gente, o Natal não é uma boa época para passar sozinho. Por isso, depois das comemorações natalinas, mais pessoas saem em busca de um parceiro, algo que as empresas de relacionamento online na América Latina sabem muito bem.

"O dia 26 de dezembro é para a busca do parceiro ideal assim como o 1º de janeiro é para deixar de fumar", disse em entrevista por telefone à Agência Efe o gerente do site "Mi Media Manzana" (Minha Metade da Maçã), Pedro Neira, um espanhol de 35 anos que morou a vida toda no Peru, exceto quando estudou Administração de Empresas em Barcelona.

Neira destacou que, depois do Natal, pode chegar a triplicar a quantidade de pessoas que busca a cara-metade pela internet, um mercado cada vez mais em expansão. Esse setor movimenta por ano no mundo mais de US$ 3 bilhões.

Todos os anos, principalmente nas festas de Natal, solteiros e separados são atormentados com perguntas como "E o namorado?", "Vai casar quando?" ou alertas do tipo "Cuidado ou vai ficar pra titia".

Mimediamanzana.com conta com 150 mil clientes entre os quatro países onde, por enquanto, está presente (Peru, México, Chile e Colômbia) e seus sites recebem 250 mil visitas por mês.

Apenas na Colômbia há 8 milhões de solteiros. O número dá uma ideia do tamanho da potência de mercado que essas empresas abrangem e que praticamente acabaram com as tradicionais agências matrimoniais.

O site nasceu com intenção de levar à América Latina de língua espanhola o "Dating Online", uma indústria que já tem mais de 20 anos nos Estados Unidos e na Europa e mais de dez anos no Brasil. Neira acredita que o preconceito que esse serviço despertou inicialmente nos mais conservadores já desapareceu.

"Há 20 anos, esse preconceito também existia nos Estados Unidos. Havia um estigma social negativo sobre os que usavam este tipo de serviço. Hoje, está completamente eliminado. É socialmente aceitável, comum e cotidiano utilizar um aplicativo ou página de encontro online. É tão ou mais comum do que ir a uma boate ou um bar buscando encontrar alguém", comentou.

Na América Latina está acontecendo o mesmo, "só que em períodos muito mais curtos".

A página, que tem um modelo parecido ao da americana EHarmony, uma das líderes do setor, é dirigida a pessoas solteiras, profissionais, geralmente com mais de 30 anos, com pouco tempo para a vida social e querendo ter uma relação séria.

"São pessoas que simplesmente, por casualidades da vida, ainda não encontraram à pessoa ideal, não encontraram a metade da laranja. É por isso que o slogan de nossa página é: "Se a vida não te dá laranjas, encontre aqui a sua metade da maçã"".

Para a encontrar a metade da maçã, cada usuário preenche um questionário detalhado sobre seus gostos e expectativas. Depois, com ajuda de algoritmos, o site procura outras pessoas que completem estes interesses específicos e, uma vez achadas, dá o alerta a ambas.

Até o momento em que os usuários decidem começar um chat paticular, o processo é gratuito. Até chegar a esse passo os dois trocaram apenas mensagens predefinidas e viram fotos abertas na rede.

Neira conta que os homens recorrem mais a esse serviço do que as mulheres, na proporção de dois usuários do sexo masculino para um do feminino, no entanto elas são muito mais exigentes do que eles.

E os solteiros latino-americanos buscam sexo ou amor? O gerente do site responde que, atualmente, há páginas para satisfazer todo o tipo de necessidade, mas que "Mi Media Manzana" foca nas pessoas que buscam um relacionamento sério e estável e, se possível, com fins matrimoniais.

"Cerca de 90% de nossos usuários afirmam exatamente isso. Apenas 10% da base procura uma relação casual", assinalou.

Neira garante que marcar um encontro online é menos ariscado do que buscar a tampa da panela em bares ou boates. Ele explica que quase todas as empresas que se dedicam a isso têm controles e protocolos para garantir, entre outros fatores, que as fotos publicadas nos perfis correspondem efetivamente ao usuário e não oferecem informação como telefones e endereço residencial.

O Facebook é uma grande ajuda, pois a maioria dos usuários se registra com seus perfis dessa rede social, que são difíceis de falsificar. Um dos maiores pesadelos dos solteiros usuários é se deparar na empreitada de encontrar o parceiro ideal com alguém que mente sobre seu status de relacionamento.

Neira reforça que seu site é exclusivo para pessoas realmente sem ninguém. "Temos inclusive um protocolo legal para excluir os que mentem", concluiu.

 

Fonte: www.abril.com.br

 

 
Sua avaliação é importante para nós!

Este artigo sobre online dating ajudou você?
Você tem perguntas ou sugestões a fazer? Se sim então escreva-nos:
» critica@central-encontros.com.br
 

» Início     » Home